Grávida pode fazer massagem?

 Se tem algumas coisas que incomodam muito quando estamos grávidas é o inchado que sentimos em nosso corpo e principalmente nos últimos meses de gravidez, as dores que sentimos nas costas, pernas e má circulação. O que pode aliviar muito esses sintomas são as massagens, porém não são todas as grávidas que podem fazer massagem não, isso em primeiro lugar deve ser perguntado e encaminhado pelo médico de sua confiança. Pois tem casos em que a massagem não é indicada. Eu mesma, tive uma gravidez de risco e meu médico não me autorizou a fazer massagem.

A massagem é indicada para começar a fazer depois do 3º mês de gravidez, pois os primeiros meses de gestação são os mais delicados e quando ocorre o maior índice de abortos. Para proteção das mamães e dos bebês, aconselhamos somente atender após este tempo.

Outro fator muito importante para se preocupar antes de começar a fazer a massagem é saber qual o tipo de massagem que será aplicada na gestante. As mais indicadas são as drenagens linfáticas que tem como principal objetivo drenar os líquidos do corpo. O efeito é obtido a partir da ativação das circulações venosa e linfática. Outra vantagem dessa técnica é o relaxamento.


Os produtos utilizados, quanto mais naturais forem melhor. Fórmulas com cânfora e óleos essenciais, por exemplo, podem ser prejudiciais, pois são absorvidas pela pele e caem na corrente sanguínea, podendo prejudicar o desenvolvimento do feto.

Ficar muito tempo deitada de barriga para cima não é aconselhável no final da gravidez, tanto por causa do risco de dor no nervo ciático como de pressão sobre a veia cava, que pode causar mal-estar.

A massagem para gestante não pode causar nenhum tipo de dor. Todos os movimentos devem ser feitos de forma sutil e leve, com o intuito de relaxar, hidratar a pele e se conectar com o bebê.

Gestantes com hipertensão, problemas no coração e nos rins não podem fazer massagens. A região sacral (fim da lombar) e os tornozelos também não devem ser massageados, isto porque são pontos que estimulam a contração uterina, podendo contribuir para um parto  prematuro.

Lembrando mais uma vez que é de grande importância a autorização do médico que faz o acompanhamento da gestante e também de um profissional habilitado para atender grávidas.

Espero que tenham gostado dessas dicas, eu sou massoterapeuta e atendo na cidade de Rondonópolis - MT! Para mais informações entre em contato pelo meu e-mail: contato@blogmamaefeliz.com.br

Beijos da Loh!

1 comentários: